EUA agora tem Diretor de Informação para lidar com Web 2.0


São decisões desta envergadura que anunciam a mudança que Barack Obama falava quando estava em campanha. Ontem mesmo a Casa Branca anunciou a nomeação do Chief Information Officer (ou algo como Diretor de Informação).  O escolhido é Vivek Kundra, 34 anos, que exercia essa função no distrito de Columbia. Kundra terá poderes sobre os gastos com tecnologia em todo o país, sobre o compartilhamento de informações entre as agências governamentais e também sobre questões de segurança e privacidade.  A ideia é que expanda o alcance da tecnologia para auxiliar a governar o país, assim como a diminuir os custos por meio da tecnologia.

Em 19 meses no Distrito de Columbia, Kundra colocou contratos da cidade no YouTube e tornou o Twitter comum no seu escritório e em outros. Ele quer fazer ainda com que os motoristas possam pagar multas ou renovar a licença no Facebook.

O site do seu escritório Web site oferece o que chama de “Praça Pública Digital”, com links para informações de questões como crime, estacionamento e turismo. Contém um mapa com os pontos onde é possível acessar internet sem fio, informações sobre bibliotecas e até um widget (ferramenta eletrônica) com informações ao vivo sobre remoção de neve.

Em Outubro, Kundra lançou um concurso chamado “Apps for Democracy”, em que moradores enviaram 47 sugestões de aplicações para oferecer boletins de crime pelo telefone e outras informações sobre a cidade. A campanha custou 50 mil dólares e a estimativa é que tenha economizado  2,6 milhões de dólares com o valor que teria que ser usado para contratar desenvolvedores.

Kundra disse ainda que vai criar um o site Data.Gov para deixar informações do governo disponíveis para os cidadãos.

Kundra se refere aos cidadões como co-criadores, o que diz muito sobre o jeito de pensar e encarar a oferta de serviços públicos num mundo em evolução rápida e constante, como estamos vivenciando hoje. E, de fato, todos são co-criadores à espera de poder exercer seu potencial.

Uma frase de Kundra: “Uma interação de mão dupla entre o governo e os cidadãos vai requerer uma transformação importante por parte do governo para garantir que possa lidar com essa nova realidade.” Acredito que boa parte dos cidadãos também tenha que aprender com isso.

A ficha caiu. E no Brasil, como seria isso? Estamos um pouco longe. Um líder empresarial costuma dizer que no Brasil aprendemos a ser consumidores de produtos (para reclamar nossos direitos de consumidores), mas ainda precisamos aprender a ser consumidores de cidadania (para cobrar questões relativas à cidadania).  Concordo em gênero, número e grau.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Colaboração, Interdependência, política

Uma resposta para “EUA agora tem Diretor de Informação para lidar com Web 2.0

  1. Que inveja, deveria ser default em todos os governos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s