Pisada na bola


Algumas vezes, o mundo da publicidade não tem limites. Não sei o que acontece entre as quatro paredes das agências que o povo com frequencia esquece que vive em sociedade, que as pessoas pensam (às vezes não são tão brilhantes quanto os criativos se julgam ser) e que nem tem todo mundo tem o mesmo gosto deles. Tenho amigos publicitários, alguns geniais, e que se destacam em meio a essa paisagem, mas eu realmente gostaria de entender a origem do ego inflado e da falta de limites da publicidade.

Essa semana aconteceu uma das pérolas. Se a agência queria chamar a atenção e ganhar os holofotes: bingo. Só não contava com a reação maciça da sociedade contra a ideia de péssimo gosto — até fizeram um filme de 1′ (veja abaixo) . E, detalhe importante, não foi aprovada pelo cliente. Estou falando da peça abaixo, preparada pela DM9/DDB para a WWF, que repudiou a circulação do vídeo. Muito ruim. Vale a pena ver para lembrar do que não fazer!

A reação no Twitter mostra que a sociedade conectada (e organizada virtualmente) não deixa mais barbaridades como essas passarem em branco. E vejam a besteira: o filme queria falar de sustentabilidade e falou do Tsunami, algo que não é provocado pela ação do homem. Mais inteligente (se fosse o caso) seria falar do Katrina, que aí, sim, poderia ser considerada uma reação da natureza contra os desmandos da humanidade no planeta. Nem nisso essa turma foi feliz. Ponto negativo para a publicidade. Realmente, Nizan e sua turma ainda precisam aprender sobre sustentabilidade. Seria um serviço se o fizessem e usassem seus brilhantes cérebros na direação certa.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “DM9DDB and their video for WWF on Vimeo“, posted with vodpod

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Pisada na bola

  1. Gabi

    Ignorância sobre o assunto é compreensível. Gosto macabro é imperdoável.

    De tao surreal, está me custando a acreditar que seja uma peca legítima e nao uma montagem lamentável para sacanear a DM9. Muito triste mesmo se for verdade. O fato de ser em uma das maiores agências de publicidade do país, só agrava mais ainda a situacao.

  2. E dia desses o Nizan tava no jornal falando de sustentabilidade!

  3. Pingback: Devassando os limites? « A Ficha Caiu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s