TEDxSP – Day after #2


Esse é o caminho das ideias

O mundo 2.0 é mesmo incrível. Até então, os eventos que eu tinha participado acabavam ali. No dia em que aconteceram. No máximo, alguém enviava um e-mail dias depois para outro participante pedindo mais informações sobre algo ou então para marcar um benchmark.

Em apenas duas semanas, participei de dois eventos totalmente conectados com o seu próprio tempo, em mode zeitgeist total. O Enterprise 2.0, em San Francisco (leia post aqui) e o TEDxSP. Não só durante o evento, como depois, a discussão continuava solta no Twitter. Muitas ideias sendo trocadas, muitas sacadas interessantes, muito intercâmbio de conhecimento.

Uso a ferramenta TweetDeck, que facilita bastante a gestão das informações, mas é preciso dizer que não é nada fácil dar conta de tudo que é dito e não se sentir tentado em clicar em cada link novo submetido. Andei clicando em alguns (não resisto ao vício) e encontrei um infográfico de uma pessoa que participou no lugar da outra. Esse infográfico deu origem a um MindMap colaborativo, lugar onde um dos participantes (@ilimitat http://bit.ly/1C63W1/) disse que ia compartilhar o que havia aprendido.

Vejam as possibilidade de potencializar esse conhecimento. O mundo 2.0 proporciona que as pessoas permaneçam em contato. Encontrei uma amiga, com quem trabalhei muitos anos. Ela disse que, entre outras coisas, adorava o Facebook pelo fato de que mantinha as pessoas em contato. Ela disse que parecia que não tinha saído daquele lugar de trabalho quando estava em contato com todos via rede social. Pois parece que o TEDxSP não acabou e continuava rolando na coluna de Search do TweetDeck. Incrível!

“Ouvi” alguns comentários no Twitter sobre o possível ufanismo do evento. Eu acho uma grande caretice falar isso. O que senti mesmo foi uma vontade genuína de levar coisas legais adiante – um sentimento bacana que emergiu graças a um monte de gente mobilizada na mesma direção. É claro que surgiram algumas opiniões de que o Brasil é melhor nisso ou naquilo. Mas todo mundo é melhor nisso ou naquilo. O importante é ter consciência disso é aproveitar. Essa é a hora do Brasil, não é nenhum ufanismo acreditar nisso — e trabalhar para fazer virar.

Sou jornalista, filho de jornalista, neto de jornalista – e casado com uma jornalista. Podem imaginar que a criticidade corre nas minhas veias. Mas faz muito tempo que deixei de ser crítico para parecer que tenho opinião. Ou para ir contra a corrente. Prefiro guardar a crítica para a hora certa e fazê-la de modo construtivo. O TEDxSP foi demais.

PS: Pessoal, valeu pelos comentários e frequencia aqui. O post de ontem do TEDxSP foi campeão de audiência nesse blog.

PS2: Qual o próximo passo da comunidade TEDxSP? Algum projeto, algum apoio, algum encontro? Acho que essa energia não pode ficar parada no Teatro Anhembi-Morumbi!

PS3: Em homenagem ao TEDxSP, onde foi mencionada música feita a partir dos pássaros nos fios, segue foto tirada recentemente em San Francisco.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Colaboração, Comunicação, Inspiração, Mundo 2.0, Nova Sociedade

6 Respostas para “TEDxSP – Day after #2

  1. Rodrigo,
    Acho que vc disse tudo quando falou: “faz muito tempo que deixei de ser crítico para parecer que tenho opinião”. Esse, na minha opinião, é o mal do mundo.
    São as pessoas querendo ser do contra para dizer que não estão junto com a massa, para dizer que tem uma opinião diversa e por que não, iluminada.
    Claro que, como sempre digo, sei que tudo tem dois lados, o famoso lado B e aprender a ver os dois lados ajuda a formar melhor sua opinião, mesmo que no final vc veja que ela é igual a do povão, da maioria.
    Para mim, essa necessidade de ter uma opinião tão diferente, tão radical, beira o “trollismo”, namora com a soberba e se casa com a imbecilidade.
    Discordar? Sim, desde que seja legítimo.
    Parabéns pelo post. Abraços
    Jorge

  2. Belas análises, Rodrigo. Também passei bem mais tempo do que o normal procurando menções ao TEDx no twitter e no google nos três últimos dias. É vontade de manter aquela energia circulando. E te digo que não fiz nada desde o TEDx que não fosse responder emails de quem estava lá, encontrar gente que estava lá, articular ideias a partir do que foi dito lá…

    • Grande, Denis! Gostei da sua sacada de que quanto mais problemas, mais podemos aplicar nossa criatividade. Não que seja bom, mas já que estão aí, temos muito o que fazer.
      Acho que precisamos criar uma maneira de fazer essas ideias fluirem. Tenho algumas ideias vagas, mas talvez valha a pena uma conversa.
      Abraço

  3. Tô dentro, conversamos sim. A propósito: acabei de ter uma conversa com o Helder sobre formas de manter a comunidade TEDxSP ativa. Pretendo me envolver nisso e ideias são muito bem vindas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s