Vida, rara e cara


Neste final de semana, o cientista e colunista da Folha Marcelo Gleiser escreveu uma coluna muito boa na Folha, falando de quão rara é a vida, o que me faz pensar como devemos aproveitá-la bem. Certamente não temos noção da grande sequência de coincidências que nos traz até aqui e uma reflexão destas nos ajuda a pensar melhor.

Uma breve história de quase tudo, livraço de Bill Bryson

Compartilho aqui pela genialidade das breves palavras e aproveito para colocar um link para a resenha do livro ˜Uma breve história de quase tudo”. Escrevi para o Planeta Sustentável, da Editora Abril, como tarefa de `povoar` o site com resenhas logo no seu início. No livro, o autor Bill Bryson teve a ousadia de querer falar dos detalhes da formação da vida e o fez com maestria. Contar 13 bilhões de anos em 484 páginas, de forma lógica e empolgante é tarefa de gênio. Os pontos que estão neste link foram os que mais chamaram a atenção. Principalmente para a ˜loteria” da vida.

Segue abaixo o texto do Marcelo Gleiser e logo em seguida uma maravilha da vida.

Quão rara é a vida?

(Marcelo Gleiser)

NO DOMINGO PASSADO, escrevi sobre as recentes afirmações de Stephen Hawking. Para ele, a ciência demonstrou que Deus não é necessário para explicar a criação. Outro argumento que Hawking usou é que o Universo é especialmente propício à vida, em particular à vida humana. Mais uma vez vejo a necessidade de apresentar um ponto de vista contrário. Tudo o que sabemos sobre a evolução da vida na Terra aponta para a raridade dos seres vivos complexos. Estamos aqui não porque o Universo é propício à vida, mas apesar de sua hostilidade.

Note que, ao falarmos sobre vida, temos de distinguir entre vida primitiva (seres unicelulares) e vida complexa. Vida simples, bactérias de vários tipos e formas, deve mesmo ser abundante no Cosmos.
Na história da Terra -o único exemplo de vida que conhecemos-, os primeiros seres vivos surgiram tão logo foi possível. A Terra nasceu há 4,5 bilhões de anos e sua superfície se solidificou em torno de 3,9 bilhões de anos atrás. Os primeiros sinais de vida datam de pelo menos 3,5 bilhões de anos, e alguns cientistas acham que talvez possam ter 3,8 bilhões de anos. De qualquer modo, bastaram algumas centenas de milhões de anos de calma para a vida surgir. Não é muito em escalas de tempo planetárias.
Esses primeiros seres vivos, os procariontes, reinaram durante 2 bilhões de anos. Só então surgiram os eucariontes, também unicelulares, mas mais sofisticados. Os primeiros seres multicelulares (esponjas) só foram surgir em torno de 700 milhões de anos atrás.
Ou seja, por cerca de 3,5 bilhões de anos, só existiam seres unicelulares no nosso planeta. O que aprendemos com esses estudos é que a vida coevoluiu com a Terra. O oxigênio que existe hoje na atmosfera foi formado quando os procariontes descobriram a fotossíntese em torno de 2 bilhões de anos atrás. Estamos aqui porque oxigenaram o ar.
Devemos lembrar que seres multicelulares são mais frágeis, precisando de condições estáveis por longos períodos. Não é só ter água e a química correta. O planeta precisa ter uma órbita estável e temperaturas que não variem muito. Só temos as quatro estações e temperaturas estáveis porque nossa Lua é pesada.
Sua massa estabiliza a inclinação do eixo terrestre (a Terra é um pião inclinado de 23,5), permitindo a existência de água líquida durante longos períodos. Sem a Lua, a vida complexa seria muito difícil.
A Terra tem também dois “cobertores” que a protegem contra a radiação letal que vem do espaço: o seu campo magnético e a camada de ozônio. Viver perto de uma estrela não é moleza. Precisamos de seu calor, mas ele vem com muitas outras coisas nada favoráveis à vida.
Quem afirma que o Universo é propício à vida complexa deve dar uma passeada pelos outros planetas e luas do nosso Sistema Solar.
Ademais, o pulo para a vida multicelular inteligente também foi um acidente dos grandes. A vida não tem um plano que a leva à inteligência. A vida quer apenas estar bem adaptada ao seu ambiente. Os dinossauros existiram por 150 milhões de anos sem construir rádios ou aviões. Portanto, mesmo que exista vida fora da Terra, a vida inteligente será muito rara. Devemos celebrar nossa existência por sua raridade, e não por ser ordinária.

Uma onda perfeita em slow motion

A capacidade de surfar uma onda como esta é algo que não se pode descrever com palavras. Capturar em slow motion é a segunda coisa mais próxima que se pode fazer para entender isso sem passar pela experiência. A primeira é ver as imagens cada vez mais frequentes dos surfistas dentro do tubo. Abaixo, do meu amigo Pedro Manga em ação no Taiti.

TED Talk da semana – Peter Tyack

Peter Tyack fala sobre a oculta maravilha do som submarino na expedição Mission Blue, do TED:

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Ideias, Interdependência, Questões, Surfe

3 Respostas para “Vida, rara e cara

  1. Pingback: Tweets that mention Vida, rara e cara « A Ficha Caiu -- Topsy.com

  2. A água é rara, porque soomente existe na Terra. Justificativa: este composto químico complexo tem propriedades químicas que nem os quimicos muito menos os físicos conseguem explicar como ela surgiu neste planetina aconchegante à vida animal e vegetal no momento astrofísico em que estamos vivendo. (o hominídeo só existe há 150 mil anos na terra e será extinto nos proximos 500 a 1000 anos).vida na terra, há 3 bilhões de anos mas, foram necesarias trilhoes de tentativas para criar seres capazes de raciocinar. Na dimensão de nosas fracas e irrelevantes mentes, conseguimos detectar a agua em seus estadoss físicos nas CNTPS.
    A complexidade da molecula de água, se dá pelo fato de um átomo de hidrogênio somente ter um proton e um eletron e ao oxigenio 16 e O2 2 electrons no último nível, obrigando a formação de uma ponte de hidrogênio e somente com uma ligação covalente, formar eta tão rara molécula repito, nas CNTPs. Todo líquido é incompressível, mas no estado gasoso, nÃo.
    pq temos a mesma qantidade de água a bilhões de anos na Terra?
    pq a agua não se desrende da gravidade proxima de zero e mais, porque a terra existe água e a lua que está somente 300mil Km da terra n tem água?
    O fato que ela e rara no planeta é que os mares são salgados, mas as chuvas através da evaporação e do movimento das gotículas na atmosfera reforçado pelo movimento de rotação do planeta, forçam a purificação deste líquido precioso e o manda de volta para nos pobres mortais.
    A Agua é mal distribuida e mal tratada, pela ganância do homem em nosso planeta.
    Não existe aquecimento global nenhum.Tolice. O universo é mutável. Ex: prque somente agora os asstronomos encontraram uma super estrela 300 vezes mais quente que o nosso sol e 360 vezes maior na nuvem de magalãoes (tão proxima de nossa Via láctea)? A Terra pode estar se aquecendo porque o nosso sistema solar está se aquecendo juntamente com a via láxtea, é a famosa dança do universo.
    Emfim, somos seres improváveis porque a Agua é improvável no Universo.
    O homem Brasileiro e a maioria dos paises dados como de primeiro mundo são muito ignorantes quanto ao valor da vida e estão se afastando a cada dia da natueza ou de uma vida saudável que foi nos dada de presente pelo poder supremo.
    Cuidemos bem do nosso planeta, portanto.
    Elias É Físico, Eng{ Quimico e mestre , doutorado em física. nem por isto deixa de acreditar num Deus Supremo e Criador de Todas as Coisas.
    Sds Cordiais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s